“Mone Mone” – trecho

-   Cristo nunca usou calçado fechado...
-   O quê?
-   Lembrei agora com esta estória da festa, de entrar descalço.
-   Hmm... Lembrou o quê?
-   Lembrei que um amigo gritou isso num casamento judeu, numa sinagoga, na hora da quebra das taças, 
casamento tradicional, levantou, levantou os dois braços na direção do teto, olhou pro altar e gritou.
-   Mas gritou o quê?
-   “Cristo nunca usou calçado fechado!!” Não, não... 
Ele disse: “Pois saibam que Cristo nunca usou calçado fechado. E que era negro, NEGRO!!”
-   Mas por quê ele fez isso?
-   Ora, catarse. Não sei.
-   E os noivos?
-   Os noivos?
-   Não ficaram putos com ele?
-   Não sei.
-   Ele não ficou sabendo?
-   Ele não conhecia os noivos.
-   E estava lá pra quê?
-   Não, estava passando e entrou. Pra fugir da chuva.
-   Onde isso?
-   Na orla.
-   Deveria ter ido à praia.
-   Mas era muita chuva...
-   E daí?
-   O pessoal tem medo dos raios...
-   Mas assim compensa. Morrer assim compensa. Morrer de raio na beira da praia, num dia de chuva, 
com todo aquele cheiro de mar. Há mortes que compensam.
-   Morrer de tédio compensa?
-   Nunca.
-   E morrer por dinheiro?
-   Às vezes.
-   E morrer de amor, compensa?
-   Cristo nunca usou calçado fechado. E era negro.
-   Mas Cristo não morreu de amor.
-   Cristo morreu de quê?
-   Cristo morreu crucificado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: